Análise das Emissões de CO2 dos insumos da cultura da Soja nos âmbitos upstream e direto em diferentes macrorregiões do Estado de Mato Grosso-Brasil

Autores/as

  • Marley Nunes Vituri Toloi Instituto Federal de Mato Grosso Campus Rondonópolis-IFMT. Universidade Paulista-UNIP
  • Rodrigo Carlo Toloi Instituto Federal de Mato Grosso Campus Rondonópolis-IFMT. Universidade Paulista-UNIP
  • Robson Elias Bueno Universidade Paulista-UNIP
  • Silvia Helena Bonilla Universidade Paulista-UNIP

Resumen

Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de soja do mundo. Com os impactos ambientais causados pelas emissões antropogênicas provenientes da produção agroindustrial, bem como o compromisso com os tratados internacionais e necessidade de controlar e estimar as emissões de GEE, tem-se como objetivo calcular as emissões das principais fontes de GEE no cultivo de soja nas diferentes macrorregiões do Mato Grosso em dois escopos, sendo Upstream e Direct. Para este propósito, a metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida foi adotada. Os resultados encontrados indicaram que as emissões nas macrorregiões variam entre 0,415-0,591 de kgCO2eq, sendo que a macrorregião Oeste do estado de Mato Grosso, pelo processo de correção do solo, apresentou a menor emissão de kgCO2eq. O principal emissor de GEE é pela utilização do calcário na fase directa e correção do pH do solo.

Descargas

Publicado

30.06.2021

Número

Sección

Artículo Original